• slide
  • slide
  • slide
  • slide
  • slide

SOCIAL - Social Cooperation for Integrated Assisted Living

O projeto SOCIAL pretende contribuir para o desígnio ambicioso da integração e continuidade de cuidados, com um enfoque específico nos de maior proximidade ao cidadão, ou seja aqueles que são da responsabilidade das redes de cuidados centradas na sociedade – no âmbito da presente proposta, as redes de cuidados constituídas pelos prestadores de cuidados formais de âmbito social e pelos cuidadores informais.

O carácter inovador da proposta é o de, contrariamente a muitos desenvolvimentos tecnológicos, não preconizar o desenvolvimento de soluções parcelares, mas antes identificar e implementar componentes estruturais que permitam a instanciação de serviços de informação coerentes e adequados às redes de cuidados centradas na sociedade, utilizáveis numa gama contínua de cuidados, que vai desde a gestão de estilos de vida até à hospitalização ou institucionalização.

Pretende-se desenvolver uma plataforma de serviços que colmate as lacunas de informação e de transversalidade existentes nestas redes de cuidados, que disponibilize mecanismos eficientes de persistência, nomeadamente os adequados aos Electronic Social Records e um conjunto de componentes estruturais, designadamente segurança, interoperabilidade com a rede de cuidados formais de saúde, arquétipos ou data analytics, adequadas ao desenvolvimento de aplicações que vão ao encontro das diferentes necessidades das redes de cuidados centrados na sociedade.

Com base na plataforma, propõe-se ainda desenvolver aplicações verticais de suporte:

-       à gestão estratégica dos cuidados centrados na comunidade de uma região;

-       à gestão operacional das instituições ou suas valências;

-       a cuidadores formais e informais das redes de cuidados centrados na comunidade;

-       a utentes individuais, inclusive os utentes esporádicos das redes de cuidados formais.

A plataforma de serviços e as suas aplicações verticais serão validadas no piloto que considerará três diferentes níveis: individual, institucional e regional.

O piloto envolverá diversas instituições de solidariedade social com múltiplas valências dedicadas a pessoas idosas e ainda a Câmara Municipal da Batalha e a Câmara Municipal de Ílhavo.

Dada a natureza do problema e o conceito subjacente à solução proposta, há a intenção do promotor líder em internacionalizar os resultados do projeto, iniciando a sua divulgação e comercialização em mercados europeus selecionados.